Crônicas de uma GP: Esperando por ele vendada (parte II)

Temos agora a segunda parte do conto escrito pela nossa maravilhosa Suzanna Prado. Se você perdeu a primeira parte, corra e leia o começo da aventura onde ela fica esperando por ele vendada.

Caso você queira fazer seu post, criar seu conto ou deixar sua contribuição especial para o blog, use nosso formulário de contato com o título, o texto e seu nick para publicarmos.

Confiram:

Após um breve descanso, higiene necessária. Faço uma massagem relaxante em seu corpo. Deslizando minhas mãos macias por toda sua extensão. Sua temperatura ainda permanece elevada, os pelos eriçados de desejo.

Besunto minha mão com bastante óleo, com movimentos certeiros começo a Massagem Tântrica em seu pênis, não demora minuto para seu membro estar em riste.

A respiração mais uma vez ofegante. Seu corpo reage a cada movimento de minhas mãos. Ele nunca havia sentido sensação como essa.
Continuo a deslizar meus dedos pela glande, a outra mão se ocupa em afagar com carinho e safadeza suas bolas e coxas grossas e firmes.

Ele me puxa beijando minha boca com mais desejo, como se fosse possivel!
Dessa vez ele pede para me saborear na beirada da cama. Com a clássica posição "derrière pra cima".

Eu gemia de prazer e me contorcia a cada estocada dele. Confesso: adoro ser devorada com calma e ferozmente na parte traseira. Eu sentia ele enlouquecendo de desejo em sentir meu prazer.

Ritmos cadenciados, não demora muito e pedi mais força em minha bunda, precisava explodir com meu êxtase, um grito forte e alto, um sorriso de satisfação.
Minhas pernas bambas pelo orgasmo intenso, respiração fora do compasso.

Ele estava visivelmente cansado. Culpa do meu pedido de força e ritmo!
O desencapei, e voltei ao meu grande deleite, minha língua sedenta por sua glande vermelha e quente.

Dessa vez, boca ritmada, ele pronto a explodir, intensifiquei minha língua em seu membro todo, não demora muito e todo seu leite percorre em minha boca, continuo a lamber cada pedacinho do meu objeto de prazer.

O cansaço e sensação de satisfação de ambos é visível.
Água gelada para hidratar nossos corpos sedentos.

Um banho relaxado e reconfortante. Meu apartamento com um cheiro de homem & mulher no cio.
Ambos recompostos, limpos e com semblante de satisfação. A certeza que os dois estavam felizes pelo encontro às escuras ter dado mais certo que o almejado.

Beijo demorado, mais umas lambidas naquela barba que tanto prazer me proporcionou.
Abraço bem apertado, uma despedida com desejo de retorno.
Quando ele se vira dou uma passada de mão em seu "derrière", um sorriso de safadeza.

Ele volta ao trabalho, eu me deito e recomponho minhas pernas que ainda sentem o peso da satisfação plena daquele macho.

Até breve!

Veja também

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.