Crônicas de uma GP: O Início de Suzanna Prado

Suzanna Prado já se tornou residente do nosso blog com seus contos sobre a vida de Garota de Programa. Ela se tornou tão especial e fez tanto sucesso que vamos criar uma categoria especial para os textos dela o crônicas de uma GP. Logo vamos passar pelos textos do blog para atualizar tudo. Por enquanto, fiquem com a história de como ela entrou nessa vida e como ela se tornou uma Garota de Programa.

Confira:

Eu já era swinguer há algum tempo. Tinha ido algumas poucas vezes com um namorado. Um dia uma amiga do interior veio passar um final de semana em casa.
Tratei de levá-la para conhecer um clube de swing, ela achou tudo aquilo fascinante demais. Divertiu-se em ver meu entusiasmo e desenvoltura.

Voltamos para casa por volta das 5hs da manhã. Cansadas, mas eufóricas. Sentamos no tapete persa macio de casa com um suco na mão e a conversa fluiu solta! Mulheres risos!!

Eu queria saber a impressão que ela havia tido do "mundo swinguer", ela me vira e diz: VOCÊ AMA O SEXO, DEVERIA ACOMPANHAR!

Eu ingenuamente não havia compreendido. Pedi que me explicasse, foi o que me fez com todas as letras, dei uma gargalhada e me assustei!

Respondi: Tenho uma empresa, dinheiro, carros, família, Cursos Universitário, residência própria, berço, filho, por que faria isso?

Categoricamente ela me respondeu: a sensação de poder junto ao prazer.

Eu não sabia nem por onde começar, ela foi me indicando passo-passo, entrei num chat de bate papo, incrível!

Dia seguinte meu primeiro cliente Slave estava agendado as 15hs num motel região Zona Sul SP. Meu nervosismo não era aparente, porém eu estava transpirando.

Eu já dominava a arte do BDSM.
Cheguei. Subi as escadas. Era um oriental franzino. Aparentemente muito nervoso. Ai que tomei conta da situação.

Tratei de colocá-lo no "X".

O chicote estalou feio!

E literalmente usei dele RS.

Quando cansei mandei ficar na cama para o "facesitting", logo em seguida veio a tão esperada "chuva dourada" e ele explodiu de prazer.

Fomos embora. Ele todo marcado de tanto apanhar kkkk. Na época eu não dominava de tantas técnicas.

Eu assustada por ter conseguido. Porém mais indignada ainda com a tal satisfação de PODER!
Minha amiga estava coberta de razão.

A Suzanna Prado estava sendo construída. Até hoje ainda está, um eterno ser mutante.
Aprendendo com todos que passam por aqui.

Aproveito para deixar meu eterno agradecimento pelo carinho e admiração verdadeiramente de cada um de vocês.

Afinal, um a um são fonte de inspiração para uma profissional cada vez mais diferenciada e qualificada! 💞
Obrigada.

Por: Suzanna Prado
www.suzannaprado.com
Twitter @suzannaprado_gp
Cel 11 - 98430 6767

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.