Conto erótico - A nossa primeira vez

Mais um leitor maravilhoso resolveu nos presentear com seu conto erótico. O nome do rapaz é Lucky e resolveu trazer uma história beeeeem quente sobre a primeira vez de um casal. Aproveitamos pra anunciar nosso novo projeto um tumblr pra postar mais putaria.

Caso você queira escrever sua história, deixar sua opinião ou apenas mandar um oi, use nosso formulário de contata ou dê um oi no nosso twitter.

Agora, sem mais enrolação, confira:

Eu sonhava com esse momento há muito tempo, Cassie era uma menina e agora se tornou essa mulher. Eu só sabia desejar ela, desde o momento que ela entrou na minha sala, eu pensei como ela estava gostosa e bela, seu corpo macio, esbelto e cheio de curvas, seus seios fartos, me deixavam louco.
Peguei ela e joguei na cama com delicadeza, ela sorria e eu beijava seu corpo, parte por pate, ela se contorcia e gemia.

Fui subindo e beijei sua boca, aquela boca carnuda e suculenta, ela me olhou com aqueles olhos verdes que me matam de tesão e me empurrou, com um sorriso malicioso.
-Tira tudo, quero te ver sem nada. - Cassie me pediu e eu obedeci.
Meu pau estava duro como uma pedra e ela ficava observando com um sorriso. Aproximei-me dela e ela me beijou ferozmente, ao mesmo tempo acaricia meu membro. Eu fui aproveitando para tirar seu sutiã, rapidamente pego ele e jogo bem longe e abocanho seus seios, ela segura meu cabelo e ia gemendo com vontade, bem baixinho e isso me deixava ainda mais louco.

Ela me pegou de jeito e me deitou-me na cama e começou a chupar meu pau, eu acariciava seus cabelos longos e macios segurando-os para não atrapalhar, ela chupava com cuidado e com vontade, sugando a cabeça do meu pau, isso me fazia suspirar de tesão, joguei minha cabeça para trás e ia me contorcendo e gemendo de prazer.

Os movimentos de sua boca, me deixava ainda mais excitado e quando percebo, seguro meu gemido, tinha gozado loucamente, ela era incrível. Fiquei observando ela lambendo meu membro que estava cheio de porra.
Não aguentei e peguei ela de jeito, passei meus dedos pelos seus seios, contornei seus mamilos e depois belisquei. Ela gemia muito, desci por sua barriga, contornei seu umbigo e parei no cós de sua calcinha.

Me afastei o suficiente para tirar sua calcinha, que estava totalmente molhada. Levei meus lábios de encontro aos seus seios e comecei a beijá-los, um de cada vez. Desci minha boca pelo seu corpo, depositando beijos molhados por onde passava e desci até seu sexo. Abri suas pernas e segurei-as bem abertas, com os polegares, afastei seus grandes lábios e cai de boca. Ela se contorcia de tesão.

Primeiro comecei a lamber de baixo para cima, como se estivesse lambendo um picolé, depois levei a ponta da minha língua ao seu clitóris e esfreguei como se quissesse empurrá-lo. Ela gemia alto e descontroladamente. Depois prendi o seu clitóris entre meus dentes e comecei a lamber, um urro escapou de sua garganta e em seguida, ela gozou.
-Me foda, logo! -Implorou, suspirando levemente.
-Seu desejo é uma ordem. -Falei.

pepeca gulosa

Não podia aguentar por muito tempo, aquela mulher me desejando para que eu a fodesse, eu desejava o mesmo, foder ela, como nunca tinha feito antes.

-Me espere, vou pegar uma camisinha. -Sussurei baixinho em seus ouvidos.

Ela apenas concordou com a cabeça, ela estava delirando em tesão, eu me levantei e fui até onde minha calça estava, jogada no chão e peguei uma camisinha e fui até a Cassie, que estava se masturbando, e com aquela cara de safada, porra!

Eu fico olhando, meu pau explodia de tesão, estava muito duro, desejando aquela boceta. Me aproximo da cama e fico por cima dela, ela traça suas pernas em cima de mim e arranha minhas costas.

Pego suas mãos e coloco a cima de sua cabeça, segurando-as. Olho fixamente para ela e ela para mim, beijo ela levemente e penetro nela. Ela se contorcia na cama e a cada movimento meu pau entrava um pouco mais. Penetrei ainda mais e ela começou a ofegar. Que boceta apertadinha!

Senti suas paredes vaginais apertarem o meu membro e quando ela estava começando a gozar novamente empurrei para dentro dela, com força dessa vez. Ela gritou, beijei ela para arfar seu grito. Enfiei ainda mais com força, ela gozou em mim. Mesmo sem fazer movimentos em sua boceta, não interrompi os movimentos em seu clitóris.

Ela estava revirando os olhos de tesão e meia fraca, suas pernas estavam bambas.
Agora, é minha vez de gozar.
-Goza comigo. -Pedi.
Ela apenas gemeu em resposta.
cavalgada invertida

Girei nossos corpos e a coloquei por cima. Forcei para que ficasse sentada e cavalgasse. Ela cavalgava loucamente, aqueles movimentos eram uma coisa de louco, tive que me segurar para não gozar, fiquei dando tapas em sua bunda e isso deixava ela com mais tesão, no meio de seus movimentos enfiei meu dedo em seu clitóris e senti sua boceta me apertar.

Com uma mão em sua bunda, dando tapas e acompanhando seus movimentos e a outra em sua boceta, masturbando-a, gozamos juntos.
Foi sem dúvida o melhor sexo da minha vida, Cassie era uma mulher incrível.

Veja também